Há quem tolere a diversidade. Não tenha gosto por ela. Não procure situações de variedade. Não sou uma dessas pessoas. Gosto da variedade, diversidade, toda e qualquer diferença. Ver diversas pessoas nos mostra que há diversas possibilidades a nós mesmo. Mudamos lidando com a diversidade.

A mim o ecletismo não aparece como uma opção. Porém sim, uma necessidade. Ouvir vários estilos de música, ver diferentes tipos de filmes e ler diferentes livros é uma necessidade para qualquer alma que quiser ser viva e criativa. Gostar de diferentes tipos de coisas é uma possibilidade de ter variados caminhos abertos. É uma ampliação da liberdade de escolha e de criação. Porém diversidade não é apenas de coisas.

Gosto de pessoas. Sim, pessoas. De vários tipo. Mas evidentemente há aquelas que mais me atraem. Quando reconheço minha timidez em outros é um fator de aproximação. Aquela insegurança no falar, típico do tímido, o olhar inseguro. O nervosismo por vezes assemelha-se à apatia. Gosto daqueles que riem, sorriem, mesmo que por insegurança. O sorriso tímido é por vezes o mais gracioso. Porém prefiro o sorriso por divertimento. Como o riso, quando é gargalhado pode ser incômodo, porém é virtuoso por ser sincero. Aqueles que podem “apenas” sorrir, sem gargalhar, têm uma vantagem. Porém isso deve ser característica própria, nunca forçado.

Gosto daqueles que falam o que pensam, saber e gostam. Sem medo. São curiosas, por diversas coisas – sempre. Gosto daqueles que gostam de ciências exatas (e ciências de forma geral). Aqueles que têm interesse por números, razões, eventos físicos, experiências químicas e diversidades do mundo animal. Estas pessoas são interessantes para mim, mesmo que não gostem muito de pessoas.

Gosto das pessoas das artes. Interessados pela criação do belo, ou não. Por encantar outras pessoas, ou não. Ou por simplesmente encantar-se eternamente pela história passada e presente da arte. Gosto de curiosos e corajosos de uma forma geral.

Sou das humanidades. Faço parte desse pessoal que há séculos não pautam e nos incomodam.

Adoro pessoas graciosas de forma geral. principalmente as não temerosas. As que não temem as diversidades.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s