”Japonês” dá aula de lógica a brasileiros

Lógica e educação, no Brasil, são duas coisas que nunca andam juntas. Primeiro porque algo como ”educação” e ”andamento”aqui, em uma mesma frase, é uma contradição em termos. Quanto a lógica… Bem, as consequências disso já dizem tudo, não? Mas como para todas as coisas, fora petistas e bolsonaretes, há jeito, chamaram um professor lá de Cingapura para dar uma aula básica de lógica à nossa Patria Educadora. Vejam! 

Perguntado pelo Augusto Nunes, no Roda Vida, sobre qual foi a coisa mais importante para Cingapura atingir o melhor resultado no Pisa, o ex-diretor do Instituto Nacional de Educação do país respondeu que em primeiro lugar é a qualidade dos professores, claro! Como isso é possível? Trazendo os bons alunos para a docência!

Agora já é possível imaginar uma pedagoga do Alckmin perguntando: ”Será que dar duas coxinhas e uma Pepsi ajuda?” Algumas falas dos entrevistadores foram quase assim. Acreditem! Porém, nem bem precisou ser questionado com o ”como?” e Lee Sing Kong disse: ”Se faz deixando a profissão de professor com o mesmo grau de importância das outras profissões mais importantes. E para isso, o salário inicial de um professor deve ser igual o inicial de um engenheiro e um contador (Lee também é um professor!).

E não é que o cara conseguiu? Por a + b! Mas e agora? Será que depois disso vamos considerar a lesson 1 do Logic Basic’s 101? Será que conseguiremos? Ou nosso analfabetismo funcional estragou nossas mentes de vez?

 

Isaias Bispo de Miranda – Carapicuíba. 20 de maio de 2016

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s