Coisinhas que eu andei pensando na madrugada

Este é meu primeiro post aqui no Delírios Intempestivos. Como você, leitor, ainda sabe muito pouco de mim, resolvi dar algumas amostras desse animal musical. Nada melhor do que as coisinhas que eu andei pensando na madrugada, não? Sinta-se como se você tivesse tendo uma daquelas conversas de escadão às 3 da matina – uma das melhores coisas que podemos fazer com nossos íntimos.

Cobrança aos ricos pelo acesso às universidades públicas. Ontem há noite cheguei a conclusão de que a pior coisa que poderia acontecer na educação brasileira é se as universidades estatais se tornassem públicas. Sério! Como tudo que leva ”público” no Brasil, elas virariam uma coisa ”de pobre”, sem investimento estatal, portanto ineficiente e de péssima qualidade. E não é isso que a cobrança a quem pode pagar pela formação nessas universidades pode fazer? Mediante esse grande incetivo do Estado (aliás, o melhor deles, que dói no bolso) a opção por uma instituição privada com qualidade educacional mais ou menos similar mas com as regalias e o conforto que lhe é característico, torna-se bem interessante! Tirar os ricos de um lugar também significa quase sempre tirar o dinheiro do Estado para esse mesmo lugar. Sabemos muito bem disso. Por isso devemos pensar nisso seriamente, gente. Essa ideia de cobrança aparenta estar na cabeça de muita gente de esquerda e, para nos aterrorizar, até na cabeça de conservadores!

Canal do Delírios Intempestivos. E se eu e o Pedro virássemos Youtubers? Faríamos um vlog legal, onde os vídeos seriam de assuntos e ideias semelhantes a desse blog. Como nós dois adoramos falar e conversar, um vlog poderia nos trazer bons frutos!

Rumo à decadência? Os últimos 3 anos da minha vida foram os mais sofríveis. E o pior de tudo não foi o sofrimento, mas sim a inatividade que tomou conta de mim. Unindo-se da indisciplina e da preguiça, elas pareciam querer estampar na minha cara, à marca de ferro, um símbolo que por conta disso se tornaria meu símbolo: a decadência. Sorte a minha que o máximo por elas conseguido foi uma queimadurazinha de primeiro grau no meu braço esquerdo. Ela está sarando e eu ainda tenho todo meu corpo, suas pragas!

 

Isaias Bispo de Miranda – 20 anos. Músico, universitário, escritor no Delírios Intempestivos com seu amigo Pedro. Escrito na madrugada de 18 de maio de 2016.

Advertisements

3 thoughts on “Coisinhas que eu andei pensando na madrugada”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s